III Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência acontecerá dias 7 e 8

O Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CEDPCD/SE) e o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e da Cidadania (Sedhuc), irá realizar nos dias 7 e 8 de agosto a III Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

A conferência irá acontecer a partir das 12h do dia 7 até às 22h do dia 8 no Hotel Mercure, localizado na Avenida Santos Dumont, 1.500, na orla de Atalaia.

O evento abordará temas divididos em quatro seguimentos: 1) Educação, esporte, trabalho e reabilitação profissional; 2) Acessibilidade, comunicação, transporte e moradia; 3) Saúde, prevenção, reabilitação, órteses e próteses; e 4) Segurança, acesso à justiça, padrão de vida e proteção social adequados.

Entre os debates acontecerão apresentações e atividades culturais. Confira abaixo a programação completa do evento.

Terça-feira, 07/08/2012

12h – Acolhimento
14h – Credenciamento
16h – Lanche
17h – Abertura dos trabalhos: – Leitura e aprovação do regimento interno
18h30 – Solenidade de Abertura
20h30 – Conferência Magna (convidados): Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República – Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência
21h – Coquetel
22h – Expositores Convidados

Quarta-feira, 08/08/2012

8h – Mesa Temática
1 – Educação, esporte, trabalho e reabilitação profissional
2 – Acessibilidade, comunicação, transporte e moradia
3 – Saúde, prevenção, reabilitação, órteses e próteses
4 – Segurança, acesso à justiça, padrão de vida e proteção social adequados
Coordenadora da Mesa: Profª. – Srª. Denise Emília Almeida Santos – Secretaria Estadual de Educação – SEED- DIESP

Convidados (as): 

1. Profª Larissa Rebouças – Mestre em Educação – UFBA – LIBRAS – UFS. Coordenadora de GPESSE – Grupo de Pesquisa e Estudos Surdos de Sergipe.

Tema: Eixo 1- Educação, esporte, trabalho e reabilitação profissional

Naise Pedrosa – Presidente da Confederação Brasileira de Basquetebol em Cadeira de Rodas – CBC – BRASIL

2. Promotora – Dra. Ana Galgane Paes. Promotoria – Ministério Público Estadual/SE
Tema: Eixo 2 – Acessibilidade, comunicação, transporte e moradia

3. Parlamentar – Deputado Federal Rogério Carvalho
Tema: Eixo 3- Saúde, prevenção, reabilitação, órteses e próteses.

4. Conselho Estadual de Assistência Social/SE – Srª Magaly Cassiano dos Santos. Instituto Creche Menino Jesus.

Tema: Eixo 4 – Segurança, acesso à justiça, padrão de vida e proteção social adequados.

Coffee Break (sem intervalo): sendo disponibilizado a partir das 9h.

Debate: 10h20

Almoço: 12h 

Grupos de Trabalho: início às 13h30

GT1: EDUCAÇÃO, ESPORTE, TRABALHO E REABILITAÇÃO PROFISSIONAL
Coordenadora – Profª. Mª Aparecida dos Santos Nazário – SEED-DIEESP
Facilitador – Profº. Oswaldo Mendonça/IFS
Facilitadora – Srª. Marta Luiza Rocha – SENAC/SE
Relator: colaborador da SEED-DIEESP

GT2: ACESSIBILIDADE, COMUNICAÇÃO, TRANSPORTE E MORADIA
Coordenador – Sr. Nyceu Dantas Posener – CEDPcD/SE – CIEP – ADEVISE
Facilitador – Sr. Cláudio Brito- CEDPcD/SE/CIEP
Facilitadora -  Srª. Mª Gorette  Medeiros – Presidente do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência - Aracaju
Relator: colaborador da SEED-DIEESP

GT3: SAÚDE, PREVENÇÃO, REABILITAÇÃO, ÓRTESES E PRÓTESES
Coordenador – Dr. Byron Emanuel Oliveira Ramos – CEDPcD/SE, Gestor da SMS – Aracaju
Facilitadora – Fisioterapêuta – Srª. Márcia Silva da Fonseca – CEDPcD/SE  – Gestora – SES
Facilitadora – Srª. Ortência Maria Cavalcante – SES – Coordenação do CASE
Relator: colaborador da SEED-DIEESP

GT4: SEGURANÇA, ACESSO A JUSTIÇA, PADRÃO DE VIDA E PROTEÇÃO SOCIAL ADEQUADOS
Coordenadora – Conselho Estadual de Assistência Social/SE – Srª  Magaly Cassiano dos Santos.Instituto Creche Menino Jesus.
Facilitadora – Andreza Silva Santos – CEDPcD/SEIDES
Facilitadora – Adriana Ercília Rocha Nonato.
Relator: colaborador da SEED-DIEESP

15h – Plenária

16h30 – Eleição dos Delegados (as) para a III Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (03 a 06 de dezembro de 2012)

Coquetel de encerramento (sem intervalo) – disponibilizado a partir das 16 h.

Apresentação Cultural – Encerramento às 22h

Fonte: http://www.faxaju.com.br

INCLUSAO DE PESSOAS COM DEFICIENCIA NO abc paulista!

Como Implantar a Lei de Cotas, Recrutar e Reter

Palestra Gratuita com Café da Manhã
São Bernardo do Campo/SP – Dia 01 de agosto de 2012

COMO IMPLANTAR? COMO AGIR? COMO RETER?

Venha descobrir como as grandes empresas qualificam e tem sucesso na implantação de Projetos de Acessibilidade e na Inclusão de Pessoas com Deficiência
em seus quadros de colaboradores, contratando pessoas com alto grau de comprometimento, obtendo altos resultados, baixo turnover e atuando com responsabilidade
social.

COMO FAZER? QUAL O SEGREDO?

Nesta palestra você descobrirá como alcançar o sucesso na retenção das Pessoas com Deficiência, promovendo o alto desempenho e comprometimento deste público.

CONHEÇA O REDE IPC

Conheça alternativa para você cumprir a Lei de Cotas.

Data, horário e local:
São Bernardo do Campo/SP
Data: 01/08/2012 (quarta-feira)
Horário: das 08:29h às 11:30h
Local: Eubiose – São Bernardo do Campo
Av. Getúlio Vargas, nº 1689 – Bairro Baeta Neves – São Bernardo do Campo / SP – Tel.:  (11) 4121-1494

Público-alvo: Profissionais de RH, dirigentes e profissionais de empresas que precisam reter e manter este público motivado, comprometido e produtivo.

Instrutor / Expositor: Açucena Calixto Bonanato – Presidente do Instituto Pró-Cidadania de Desenvolvimento e Capacitação para Pessoas Especiais e Diretora
da SUPORTE Assessoria e Consultoria Empresarial. Conferencista nacional e internacional em Congressos de Desenvolvimento e Capacitação Profissional e de
Recursos Humanos. Mentora do Projeto Cidadania, há 22 anos fazendo a integração e inclusão das Pessoas com Deficiência no mercado de trabalho.

Agenda:
08h29 – recepção e café da manhã;
08h59 – palestra, debates e apresentação do Instituto;
11h00 – encerramento da palestra.
Das 11h00 às 12h00 serão realizados atendimentos individuais às empresas que necessitarem mais informações.

Inscrições (Vagas Limitadas):
Inscrições somente pelo e-mail:
redeipc_sbc@institutoprocidadania.org.br
informando obrigatoriamente nome, empresa, cargo e telefone. Outras informações pelo telefone  (11) 4121-1494 com Eduardo ou Noara

Realização:

IPC – Instituto Pró-Cidadania (www.institutoprocidadania.org.br)
O IPC é referência e pioneiro na implantação de projetos de acessibilidade e inclusão social e profissional de pessoas com deficiência, nas empresas.

Fonte: http://pinguex.blogspot.com.br

Parlamento contempla cidadãos com projetos de inclusão social, carteira gratuita e tecnologia para pessoas deficientes

A Câmara dos Deputados apreciou e aprovou, no primeiro semestre, na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) e no Plenário, vários projetos que contempla cidadãos e cidadãs brasileiros.

Um deles foi o Projeto de Lei 4219/01, do Senado, que torna gratuita em todo o País a primeira emissão da carteira de identidade (Registro Geral-RG). Atualmente, cada estado decide se cobra ou não a primeira via do documento.
Foi aprovado em caráter conclusivo pela CCJ e agora aguarda sanção da Presidência da República.
INCLUSÃO SOCIAL – No que se refere à inclusão social, a Câmara aprovou a Lei 12.613/12, que permite à União conceder subvenção econômica para bancos federais em financiamentos de bens e serviços de tecnologia assistiva (destinada a pessoas com deficiência). Este foi o parecer da deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP) para a Medida Provisória 550/11.
Esses bens e serviços, listados na Portaria Interministerial 31/12, ampliam ou proporcionam habilidades funcionais, permitindo uma vida menos dependente às pessoas com deficiência e o acesso a canais de comunicação. Poderão ser comprados com financiamento, por exemplo, equipamentos para adequação postural e mobiliário, cadeiras de rodas, cadeiras de rodas motorizadas, lupas eletrônicas portáteis e de mesa.
A subvenção total de R$ 25 milhões ao ano será paga na forma de equalização de juros, que corresponde à diferença entre o encargo total do tomador do financiamento e o custo de captação dos recursos, somada à remuneração do banco.
CRÉDITO PARA PORTADORES DE DEFICIÊNCIA – A MP 549/11, transformada na Lei 12.649/12, também garantiu outros benefícios para os portadores de deficiência. Pela lei, foi reduzida a zero as alíquotas do PIS/Pasep e da Cofins incidentes sobre a importação e a receita de venda no mercado interno de produtos destinados a esse público.
Também contarão com a redução de tributos os neuroestimuladores usados por pessoas portadoras do Mal de Parkinson, além dos softwares de sintetizadores de voz e de conversão do texto em caracteres braile – diz o o texto do relator, deputado Sandro Mabel (PMDB-GO).
CHEQUE-CAUÇÃO – Um tema que gerou discussões e polêm,icas entre deputados governistas e oposicioinistas foi a proposta, transformada na Lei 12.653/12, que aumenta a pena para instituições e profissionais que condicionarem o atendimento médico emergencial a qualquer tipo de garantia financeira (cheque-caução ou nota promissória).
O texto, de autoria do Executivo e aprovado pela Câmara (PL 3331/12), inclui no Código Penal (Decreto-Lei 2.848/40) um tipo de crime específico relacionado à omissão de socorro.
Ficou determinado, ainda, que a pena definida pelo projeto é de detenção de três meses a um ano e multa. Anteriormente, a punição prevista para omissão de socorro em geral – detenção de um a seis meses ou multa – era aplicada a essa situação.
COMPARECIMENTO DE IDOSOS – Ainda na área da Cidadania, a CCJ aprovou o Projeto de Lei 3210/08, da deputada Rebecca Garcia (PP-AM). A matéria que está em análise no Senado, diz que os órgãos públicos serão proibidos de exigir o comparecimento de idosos enfermos para procedimentos burocráticos.
Segundo o texto, quando houver necessidade, o agente público deverá entrar em contato com a pessoa em sua residência.
O projeto também permite que o idoso enfermo constitua procurador legal para representá-lo em eventuais audiências ou pedidos de comparecimento e lhe assegura atendimento domiciliar em casos de perícia médica do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).
(Por Gil Maranhão, para Agência Política Real, com informações da assessoria e edição de Genésio Jr.)

O 3º Fórum Internacional Síndrome de Down será realizado pela Fundação Síndrome de Down com o apoio do Ministério da Saúde.

O evento contará com a presença de especialistas nacionais e internacionais, vindos de países como Espanha, Itália e Argentina, para debater diversos temas ligados à pessoa com deficiência, em especial a Síndrome de Down, como o papel da família, educação inclusiva, saúde mental e envelhecimento, além de questões ligadas a acessibilidade, políticas públicas e legislação, incluindo debates sobre a Convenção das Nações Unidas sobre o Direito das Pessoas com Deficiência.

Este encontro também terá a presença de pessoas com Síndrome de Down relatando suas experiências e desafios, além de pais que falarão de suas vivências e papel fundamental na vida de seus filhos.

Objetivo

Trocar experiências e refletir a respeito do novo paradigma social da pessoa com deficiência intelectual. Distanciar-se da visão médica e aproximar-se do indivíduo que é além da deficiência.

Data

01 a 04 de Agosto de 2012

Local

Auditório do Centro de Convenções da Unicamp Av. Érico Veríssimo, s/n — Unicamp — Barão Geraldo

Clique aqui para abrir o mapa http://www.fsdown.org.br/forum/mapa.htm

Público alvo

Psicólogos, médicos, educadores, pedagogos, terapeutas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, pais e familiares de pessoas com deficiência, estudantes e pessoas interessadas no assunto.

Evento acessível

Serão disponibilizados recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência visual (audiodescrição), auditiva (LIBRAS) e física.

 

Saiba mais http://www.fsdown.org.br/forum/

PAGAMENTO DO PIS

Brasília - A Caixa Econômica Federal inicia hoje (24) o pagamento dos benefícios do Programa de Integração Social (PIS), relativos ao calendário 2012/2013. De acordo com a Caixa, gestora do PIS, 17,9 milhões de trabalhadores têm direito ao abono de R$ 622, enquanto 27 milhões de assalariados poderão sacar os rendimentos, em valores menores que o abono. Os rendimentos não retirados retornam para a conta de participação do trabalhador.

Beneficiários que têm conta-corrente ou poupança no banco terão o valor creditado automaticamente. Para isso, é preciso que o único titular da conta seja o trabalhador beneficiário do PIS.

As empresas conveniadas com a Caixa creditarão o benefício diretamente na folha de pagamento de julho e agosto dos funcionários. Mais de 27 mil empresas estão cadastradas, o que significa que aproximadamente 2,9 milhões de empregados receberão o abono ou os rendimentos do PIS nos contracheques.

Trabalhadores que não têm conta na Caixa e não estão vinculados a uma empresa conveniada poderão sacar o benefício a partir do dia 15 de agosto nos terminais de autoatendimento, nas casas lotéricas, nos correspondentes Caixa Aqui ou em uma agência do banco. Os benefícios serão liberados conforme o mês de nascimento do trabalhador (veja tabela abaixo).

O abono é um direito dos trabalhadores cadastrados no PIS ou Pasep até 2007, que tenham trabalhado no mínimo 30 dias, consecutivos ou não, no ano de 2011, com Carteira de Trabalho assinada por empresa. Também é preciso ter recebido, em média, até dois salários mínimos mensais e que os dados tenham sido informados corretamente pela empresa ao Ministério do Trabalho e Emprego na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) do ano-base 2011.

O saque dos rendimentos é para o trabalhador cadastrado no PIS ou Pasep até 4 de outubro de 1988 e que tenha saldo na conta PIS. O pagamento obedece ao mesmo calendário do abono salarial.

O saque do saldo da conta PIS é permitido ao trabalhador que apresentar algum dos motivos previstos em lei: aposentadoria, invalidez permanente, reforma militar, transferência para a reserva remunerada, tratamento de aids ou câncer do titular ou de seus dependentes, morte do titular ou como benefício assistencial a pessoa com deficiência, ao idoso e ao participante com idade igual ou superior a 70 anos.

Para saber se tem direito ao abono salarial ou aos rendimentos do PIS, o trabalhador pode consultar a página da Caixa na internet, escolhendo as abas Você, Serviços Sociais, PIS e Consulta ao Pagamento.

Outra forma de consulta é pelo Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC), no telefone  0800 726 0101, opção 2. O serviço funciona 24 horas por dia, nos sete dias da semana. Ao fazer a consulta pela internet ou pelo telefone, o trabalhador deve sempre ter em mãos o número do PIS.

Confira o calendário de pagamentos para quem não têm conta na Caixa Econômica Federal:

NASCIDOS EM:
Julho recebem a partir de 15/08/2012
Agosto recebem a partir de 22/08/2012
Setembro recebem a partir de 29/08/2012
Outubro recebem a partir de 12/09/2012
Novembro recebem a partir de 19/09/2012
Dezembro recebem a partir de 26/09/2012
Janeiro recebem a partir de 09/10/2012
Fevereiro recebem a partir de 17/10/2012
Março recebem a partir de 24/10/2012
Abril recebem a partir de 13/11/2012
Maio recebem a partir de 21/11/2012
Junho recebem a partir de 28/11/2012

 

Fonte : Agência Brasil

Proposta assegura recursos para acessibilidade de deficientes

Feliciano: objetivo é facilitar a inclusão de pessoas com deficiência.

A Câmara analisa proposta que assegura às pessoas portadoras de deficiência acesso aos recursos da tecnologia assistiva – termo utilizado para identificar recursos e serviços que contribuem para proporcionar ou ampliar habilidades funcionais de pessoas com deficiência. O Projeto de Lei 3165/12, do deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), altera a lei que trata dos direitos das pessoas com deficiência (Lei 7.853/89).
Entre os recursos incluídos como essenciais para que as pessoas com deficiência alcancem o pleno exercício de seus direitos estão cadeiras de rodas, andadores e pranchas de deslocamento; mobiliário escolar e material didático escolar adaptado; mobiliário e equipamentos adaptados em laboratórios de ciências, de artes e de informática; equipamentos especiais para lazer e recreação, higiene e alimentação; arquitetura com acessibilidade; transporte adaptado; e comunicação alternativa e ampliada.
O autor da proposta lembra que a Constituição Federal e a legislação ordinária contêm normas e estabelecem instrumentos destinados a garantir o pleno exercício dos direitos das pessoas com deficiência. “Em muitas circunstâncias, contudo, a falta de maior detalhamento ou de elementos concretos que possam nortear as políticas públicas dificulta a inclusão e a qualidade de vida dessas pessoas”, afirma o parlamentar.
O deputado Pastor Marco Feliciano explica que o objetivo do projeto de lei é inserir na legislação questões específicas voltadas para a tecnologia assistiva, listando de modo mais claro alguns meios indispensáveis à plena integração e ao desenvolvimento dessa parcela da população brasileira.

 

Tramitação

 

A proposta tramita apensada ao PL 7699/06, do senador Paulo Paim (PT-RS), que cria o Estatuto do Portador de Deficiência e está pronto para ser votado em Plenário.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Rachel Librelon
Edição – Regina Céli Assumpção

Pessoas com deficiência poderão ter prioridade em programas habitacionais

A Câmara analisa o Projeto de Lei 3524/12, do Senado, que inclui a moradia como direito básico das pessoas com deficiência e dá prioridade a esses cidadãos em programas habitacionais públicos ou subsidiados com recursos governamentais.

A proposta altera a Lei 7.853/89, que prevê medidas para a inclusão social dos indivíduos com deficiência. Atualmente, a lei assegura a esse público o direito à educação, à saúde, ao trabalho, ao lazer, à previdência social e ao amparo à infância e à maternidade.

Autora do projeto, a ex-senadora Marisa Serrano argumenta que são “ínfimos” os percentuais de moradia popular financiados pela Caixa Econômica Federal para os cidadãos com deficiência.

Dados de 2006 da Agenda Social do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade), citados por Marisa, mostram que apenas 5.239 famílias com renda de até cinco salários mínimos e que possuem integrantes com alguma deficiência foram atendidas pelos programas de habitação social. Segundo o Censo de 2000, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), completa a ex-senadora, há mais de 21 milhões de cidadãos com deficiência de baixa que poderiam ser atendidos por esses programas. “Logo, menos de 0,025% da população está assistida”, conclui.

Abrangência

Marisa Serrano ressalta ainda que a proposta pode beneficiar um número cada vez mais de indivíduos. “Qualquer pessoa poderá adquirir alguma deficiência física ou mental durante a vida, o que confere às políticas de compensação nessa área um caráter de seguro social de abrangência universal”, diz.

O projeto também padroniza a terminologia usada na Lei 7.853/89 para se referir às pessoas com deficiência, adequando o texto ao da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência da Organização das Nações Unidas (ONU) de 2007.

Tramitação

A proposta tramita apensada ao PL 7699/06, que cria o Estatuto do Portador de Deficiência, e está pronta para ser votada em Plenário.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Tiago Miranda
Edição – Marcelo Oliveira

Fonte: ’Agência Câmara de Notícias

RJ – Operadora de Caixa (Somente para Pessoas com Deficiência)

Estamos selecionando para um de nossos clientes, Empresa de grande porte noa Ramos de Matérias de Construção seleciona para sua nova unidade em Campo Grande (RJ).

Operadora de Caixa
Requisitos
1º grau Completo (Precisa
comprovar)
Ter no mínimo 18 anos
Ser Pessoas com Deficiência Fisica e Ter o (Laudo da sua deficiência) atualizado dentro do período de 180 dias
Ter boa Dicção.

Empresa Oferece:
Salário: R$ 818,00
Pacote de Beneficios:
AM + AO + VT+ VA + VR + PL+ Seguro de Vida
Local: Meier (RJ)
Horário: Escala 6 X 1 (8hs ás 16hs / 14hs ás 22hs) .

Encaminhar seu curriculo no CORPO DO E-MAIL paraaprendiz.pcd2011@yahoo.com.br Mencionando no campo assunto ” PNE + Operadora de Caixa”

OBS: Curriculos em anexo não serão analisados
OBS: É de suma importância que o LAUDO esteja atualizado dentro do perido de 180 dias
OBS; Que em seu curriculo conste a sua deficiência fisica.

Equipe Nivel RH

Fonte: http://www.empregosrj.com

Balcão de Justiça e Cidadania será inaugurado hoje em São Joaquim

O balcão, que tem parceria com a Apae e o Centro Universitário Estácio (FIB), será exclusivo para pessoas com deficiência

O 35º Balcão de Justiça e Cidadania de Salvador, sob a tutela do Tribunal de Justiça da Bahia, será inaugurado nesta quinta (26), às 15h, na sede do Centro de Formação e Acompanhamento Profissional da Associação de Pais e Amigos Excepcionais (Apae), na avenida Frederico Pontes, em São Joaquim.

O balcão, que tem parceria com a Apae e o Centro Universitário Estácio (FIB), será exclusivo para pessoas com deficiência. As orientações jurídicas oferecidas são gratuitas sobre questões processuais como divórcio, reconhecimento espontâneo de paternidade, pensão alimentícia e dissolução de união estável.

O atendimento ao público interessado nos serviços  será feito a partir do dia 6 de agosto, das 8h às 12h e das 13h às 17h. Em todo o estado, são 84 balcões funcionando.

fonte: http://www.correio24horas.com.br

Feira de emprego para deficientes oferecerá qualificação

Para incentivar o aperfeiçoamento profissional de pessoas com deficiência, o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) oferecerá cursos de informática para os candidatos que se cadastrarem no estande “Projeto Oportunidades Especiais”, que está instalado no Shopping Metrô Tatuapé, até o próximo dia 5.

A iniciativa reforça o trabalho de inclusão que a feira, realizada pelo Armazén das Ideias, promove há três anos em São Paulo e no Rio de Janeiro. “Percebemos que, além da necessidade de contratar funcionários nessas condições, as empresas não conseguiam encontrar pessoas qualificadas para o serviço”, explica Levi Cintra, um dos coordenadores do projeto. Desde 2010, o projeto já cadastrou cerca de 1.600 deficientes para trabalharem em diversas áreas.

Até o momento, o CIEE poderá atender cadeirantes e deficientes auditivos e visuais que se encaixam na categoria leve. “Fizemos aulas-pilotos há quatro meses e queremos ampliar o atendimento a essas pessoas”, conta Zélia Varajão, gerente educacional do CIEE.

A formação inclui aulas de Word, Excel e PowerPoint, entre outras. “As vagas serão liberadas conforme a demanda”, afirma Varajão.

Os currículos cadastrados no estande serão encaminhados para vagas em empresas parceiras como Itaú, Net, Sotreq, Brookfield, Globo, Odontoprev e Lojas Americanas, e os candidatos passarão por processos seletivos.

“É muito importante que iniciativas como essa aconteçam, já que muitos deficientes físicos param de estudar ainda no 1º grau”, diz Francisco Vidotto, presidente da Associação Trabalhista de Defesa dos Direitos e Interesses das Pessoas com Deficiência (Atradef). “Mas é necessário que venham acompanhadas de uma melhor fiscalização da Delegacia Regional do Trabalho e, principalmente, de uma política urbana que forneça transporte adequado e possibilidade de locomoção nas vias das cidades”.

Segundo a legislação, empresas com mais de cem funcionários devem integrar deficientes físicos no seu quadro de trabalho. “Porém muitos não contratam porque não têm espaço adequado para receber esses profissionais e há diversos casos de deficientes que optam por ficarem em casa para não sofrerem constrangimentos diante de obstáculos de locomoção como escadas, por exemplo”, explica Vidotto. “Isso aumenta o deficit na Previdência.”

Para também auxiliar na resolução desse problema, a Atradef fornece, de forma gratuita, assessoria para empresas que querem aprimorar a acessibilidade nos locais de trabalho.

Fonte:  Fonte: http://www1.folha.uol.com.br