Lei do Cão-Guia

A Lei 11.126/05, conhecida como a Lei do Cão-guia, determina que “é assegurado à pessoa com deficiência visual usuária de cão-guia o direito de ingressar e permanecer com o animal nos veículos e nos estabelecimentos públicos e privados de uso coletivo”. Dia 25 de abril é o Dia Internacional do Cão-Guia. Recebam nossa homenagem!

imagem: foto da carinha linda de um cão-guia quase sorrindo, com parte da língua de fora e olhando de lado. Ele tem uma guia, mas o dono que a segura não aparece.

13102656_1149735155057399_2237423539120324878_n

Governo do Estado de São Paulo começa Caravana da Acessibilidade em Cravinhos

Através da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, o Governo do Estado realiza a 7ª Caravana da Inclusão, Acessibilidade e Cidadania, iniciando por Cravinhos no dia 1º. O objetivo é fomentar a interlocução com os municípios paulistas, sensibilizando e orientando os gestores públicos locais e a sociedade civil acerca da Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência – LBI – importante marco regulatório no âmbito da garantia de direitos da pessoa com deficiência. Segundo a Dra. Linamara Rizzo Battistella (foto) a idéia é discutir com um grupo qualificado de representantes das regiões escolhidas a LBI, recebendo sugestões e idéias para a formatação da agenda em torno do tema. Em cada região, a Uvesp reunirá membros do Parlamento Regional e entregará a cada vereador o que pensa a sociedade civil de suas comunidades sobre os programas e projetos em favor das pessoas com deficiência no estado de São Paulo.

CALENDÁRIO
01/abril – Cravinhos
15/abril – Caraguatatuba
06/maio – Marília
20/maio – Holambra
03/junho – Capão Bonito
10/junho – Rio Claro
17/junho – Tietê
01/julho – Cachoeira Paulista

 

10398701_645672988904153_8065566208609010833_n

Homem cego e amigo com braços amputados já plantaram mais de 10 mil árvores na China

10 anos foi o tempo que os amigos Jia Haixia e Jia Wenqi precisaram para plantar 10 mil árvores na China. Haixia nasceu cego de um olho e perdeu o outro em 2000 em um acidente de trabalho, enquanto Wenqi perdeu os dois braços em um acidente quando tinha apenas 3 anos.

Mas as dificuldades físicas não foram empecilho para a dupla começar a reviver o ambiente em torno da vila de Yeli, no nordeste da China. Para que a empreitada fosse possível, eles já arrendaram oito acres de terras do governo e começaram a plantar árvores para proteger a vila de inundações. A motivação é tanta que os dois acordam às sete da manhã todos os dias para plantar novas mudas.

Recentemente, a história de ambos se espalhou por todo o mundo e trouxe boas novidades: diversas pessoas doaram dinheiro para ajudá-los com uma pensão, enquanto Haixia pôde voltar a enxergar com o olho esquerdo graças a uma cirurgia que uma equipe de profissionais da saúde se ofereceu para realizar gratuitamente.

Fonte: hypeness.com.br

Mais uma daquelas histórias de superação que merece ser compartilhada:arvore1arvore4

arvore13arvore12arvore9arvore10arvore5

Fotógrafa convida crianças com Síndrome de Down para recriar obras de arte famosas.

Para a albanesa Soela Zani, “todo ser humano é uma obra de arte”. A fotógrafa especializada em retratos de família é aficionada por obras de arte clássica e fez uma bela junção de fotografia e pintura numa releitura de diversas obras bem especial: ela foi interpretada por crianças com Down.

O projeto intitulado, precisamente, “Todo ser humano é uma obra de arte” foi realizado para a Fundação da Síndrome de Down da Albânia, que visa ampliar a consciência da importância da educação para crianças com necessidades especiais.  Soela conta que a mensagem que quer compartilhar através deste projeto é que precisamos aprender a ver todos os seres de uma maneira bonita:“essas crianças são muito bonitas e são capazes de fazer tudo, se nós dermos a oportunidade para isso“.arte8arte7arte6arte4arte3arte2

arte11

VEJA COMO ESTÁ A CLARINHA DA NOVELA PÁGINAS DA VIDA

Quem interpretou a Clara foi Joana Mocarzel, filha do cineasta Evaldo Mocarzel. A atriz conseguiu o carinho de todos os brasileiros com o seu papel emocionante que mudou a mente de muitas pessoas sobre a Síndrome de Down. Hoje, aos 16 anos, a jovem não é muito reconhecida nas ruas e vive uma vida bastante normal. A mãe de Joana conta que a filha sente muito orgulho e felicidade ao ser reconhecida ou lembrada pelo seu papel em Páginas da Vida. No entanto, não fica chateada quando não é lembrada, pois tem a consciência que a novela ficou lá atrás. Para mãe e toda família de Joana, a fama já passou, mas o mais importante é que a mensagem que o seu personagem fez ficou para sempre no coração de muitos brasileiros.

clarinha paginas-d-avida

Página 1 de 21812345...102030...Última »